DOBE + Mattricaria + SUI

Colaboração sempre foi palavra de ordem na DOBE. Em 2018, participamos do projeto WEDO Brazil e lá conhecemos a SUI, iniciativa que tem como objetivo questionar os padrões praticados pela indústria da moda, desafiando o modus operandi e desenvolvendo soluções biofabricadas e inovadoras. A sinergia de propósitos foi instantânea. 

Em seguida, as responsáveis pela SUI nos apresentou a Maibe Maroccolo, idealizadora da Mattricaria, empresa que começou com um projeto de pesquisa de plantas tintoriais. Maibe, formada em moda, passou 6 anos em Londres se especializando em ‘moda e desenvolvimento sustentável’ e voltou para o Brasil com uma vontade latente de pesquisar pigmentos nacionais.

A Mattricaria já desenvolveu produtos com diversas marcas, mas o seu objetivo maior é compartilhar conhecimento. A empresa quer ser fornecedora de pigmentos naturais para diversas indústrias, sempre falando sobre impacto positivo. “Precisamos colocar em prática valores e ideais e ver o que dá certo e o que precisa melhorar. Sustentabilidade é mão na massa. Precisamos de marcas que falem menos e façam mais”, conta Maibe.

Esse encontro de três projetos inquietos, com sede de mudança, resultou em uma coleção de upcycling com técnicas de tingimento natural. A DOBE possuía um estoque de peças de coleções antigas e descartar nunca foi uma opção. Por isso, a SUI e a Mattricaria trouxeram expertise para ressignificar essas peças. Todos os pigmentos usados para tingir as camisetas foram coletados em Brasília. Foram usadas, por exemplo, cascas de cebola com solução ferrosa e folhas de eucalipto.

Carolina e Carolyne, ambas biotecnologistas que encabeçam a SUI, defendem a interseção entre moda e tecnologia e acreditam que “que algumas das respostas para as problemáticas socioambientais da moda estão em retomar o contato com a natureza e com saberes ancestrais, aliados à inovação proporcionada pela biotecnologia. A ciência remete a um conhecimento sistemático, metódico. E é aí que entra a moda: pode ser fluida, expressiva, muito subjetiva, mas também cheia de conhecimentos tradicionais associados. Gostamos de estar na interseção desses dois mundos.”

E mais uma vez, estamos à frente!

Processo de tingimento.
Arara com as peças da coleção na DOBE General Store.

 

Too watch: The School of Life

A The School of Life (em tradução literal, A Escola da Vida) é uma organização global que ajuda as pessoas a viverem vidas mais completas, com significado. Eles acreditam que “a jornada para uma vida com propósito começa com autoconhecimento. É apenas quando temos noção de quem somos que conseguimos tomar boas decisões, em especial no amor e no trabalho.”

Como técnicas de autoconhecimento e autodesenvolvimento não são ensinadas nas escolas, nas universidades e nos trabalhos, a The School of Life criou métodos para que possamos entender nós mesmos, nos conhecer, e melhorar nossos relacionamentos, nossas carreiras e nossas vidas sociais. Eles atuam através de filmes e vídeos, workshops, livros e presentes – além de uma comunidade acolhedora e que busca dar suporte.

Além do site oficial, estão presentes em diversos pontos do mundo como Londres, Paris, Melbourne e São Paulo. Para quem não mora em nenhuma das 11 cidades onde a The School of Life está presente, a DOBE recomenda o canal no Youtube, que é atualizado constantemente com vídeos super interessantes e bem produzidos.  

Algumas sugestões:

 

Desejos para a década

Resoluções para um novo ano ou, melhor ainda, para uma nova década. É agora o momento de parar e refletir: o que podemos fazer em dez anos? Quais são as mudanças necessárias e como podemos contribuir? O que deve permanecer e podemos ajudar a manter?

As questões ambientais são, sem dúvida alguma, o grande impasse da década. Precisamos repensar nossa forma de consumo e como nossas ações e escolhas do dia a dia afetam a natureza. É necessário cobrar políticas públicas que sejam efetivas para preservação ambiental e animal, para a coleta seletiva nos centros urbanos, para o uso de energias renováveis, entre outras. 

É urgente também repensar o nosso papel enquanto sociedade, enquanto um “todo”. Olhar para o lado, ter mais empatia, pensar menos no “eu”. A sensação de hiperconectividade que a internet e as redes sociais nos trouxe está, na realidade, afastando as pessoas. A tecnologia que nos permitiu um mundo de informação é responsável pela criação de bolhas, onde todos possuem ideias e ideais semelhantes. É preciso quebrá-las, conversar com pessoas de pensamentos diferentes. Compartilhar e aprender é crescer.

A DOBE, enquanto marca minimalista com propósito sustentável e agregador, quer continuar fomentando a cultura e os produtores locais através da moda, dos seus espaços físicos (112 sul e 102 norte) e das suas redes sociais. Queremos dar luz a projetos com significado, projetos que acrescentam para a sociedade. Queremos ser um portal, um hub de ideias e de mudanças. 

E você? O que quer para a nova década?

DOBE General Store

‘Consumir menos e consumir melhor’ sempre foi o “mantra” da DOBE enquanto uma marca que, apesar de ter sustentabilidade e minimalismo como pilares, precisa vender para manter o negócio em pé. Foi pensando em como continuar defendendo as causas nas quais acreditamos, mas ter um ponto físico que idealizamos a DOBE General Store, um espaço para sermos mais presentes na cidade e reforçar o nosso lifestyle.

Inaugurada este mês, a loja tem como atrativos parcerias com outras marcas de Brasília e do Brasil; novas peças, collabs e coleções; ações e eventos que promovem moda, sustentabilidade e design, sempre atrelados a inovação. A economia criativa e colaborativa, que sempre fez parte do nosso DNA, foi essencial para desenvolver um espaço com outros nomes da cidade. 

É no térreo, logo na entrada, que estão dispostas as araras com as roupas da marca, que mantém suas diretrizes: peças básicas, de qualidade, sempre em branco, cinza e preto. Lá também estão os produtos dos nossos novos parceiros: a VERT Shoes, marca de sneaker referência em sustentabilidade, e a EVOKE, responsável por criar óculos que unem arte, música e estilo. 

No andar de cima, a FK Parlour montou um espaço dividido em barbearia e estúdio de tatuagem com “novidade” como palavra de ordem. Isso acontecer porque, das cinco cadeiras da barbearia, uma estará sendo ocupada por barbeiros rotativos. No estúdio, das três camas de tatto, uma sempre será rotativa com um tatuador convidado.

Na parte de trás do térreo, a Mauss lidera um bar com cozinha e coquetelaria desenvolvidas por André Batista Vieira. A Acesso Tatto & Art também entra na empreitada com peças expostas na loja que também estarão à venda, trazendo um tom artsy para a loja de uma marca que já nasceu respirando design e arquitetura.

É com essa nova empreitada que fechamos o ano e a década – e que venha mais história!

DOBE General Store | 112 sul bloco A loja 21

Fachada DOBE General Store
Bar café por Mauss
Barbearia e estúdio de tattoo por FK Parlour

 

Por uma vida mais simples

Iniciada em 2015, a campanha do Setembro Amarelo tem como objetivo debater e colocar em foco o suicídio, causa da morte de quase 800 mil pessoas por ano, segundo a OMS – Organização Mundial de Saúde. No mês que se volta às discussões sobre saúde mental, depressão e ansiedade, acreditamos que a moda – e a DOBE – podem ser um espaço e uma ferramenta para o diálogo. É importante colocar o assunto em pauta para que informações sejam disseminadas e possamos fazer o mínimo, levando conhecimento e, quem sabe, evitando o pior.

Enquanto marca jovem e minimalista, a DOBE se coloca a refletir sobre o ambiente em que está inserida e sobre o público para o qual cria. Os nossos clientes, em sua maioria adultos de 18 a 35 anos, são os maiores afetados pela ansiedade e pela depressão. A quantidade de informação disponível nas nossas mãos – já que o celular virou uma extensão do nosso corpo -, o imediatismo e a urgência, as cobranças, a FOMO (fear of missing out), estão nos transformando a nossa saúde mental e física. 

Nos colocamos, diariamente, em situações que não conseguimos lidar: excesso de trabalho, excesso de estudo, excesso de atividades sociais… Tudo o que deveria fazer bem para nós está nos prejudicando. É preciso reconhecer nossas limitações. É preciso tirar um time off.

Colocamos aqui nossa intenção de ter uma vida mais simples e mais leve. Sabemos que todos já tem ‘to do list’ intermináveis, portanto, não queremos te dar mais tarefas, e sim te convidar a incorporar práticas no dia a dia para que sua mente e seu corpo fluam melhor. 

  • Tente dormir pelo menos 7h por noite.  Acredite, se sua a cabeça e seu organismo não estão descansados, nada fluirá. 
  • Estipule um tempo para mexer no celular. Durante o dia, checamos as redes sociais incontáveis vezes: em filas, no trânsito, no trabalho, na aula, na academia…. Que tal reservar um momento se atualizar e evitar estar constantemente logado?
  • A meditação pode ser desafiadora, mas seus benefícios são incontáveis. Para começar, tire 5 minutos por dia para descansar a mente e vá aumentando aos poucos. Clareza nos pensamentos e foco são alguns dos bônus. 
  • Aprenda a dizer ‘não’. O bar com os amigos, a confra da firma, o treino com o melhor amigo e a demanda do trabalho podem ficar para outro dia. Tire um tempo para você descansar o corpo e a mente.
  • Exercícios físicos não fazem bem apenas para o corpo: são aliados de uma mente sã, graças aos hormônios liberados. Mas, encará-los como uma obrigação não é o ideal, por isso escolha atividades que tragam prazer.
  • Por último, se lembre de curtir a vida e de não levar tudo tão a sério. Tá tudo bem! 

 

2019, em construção

O ciclo se fechou: no ano passado, concluímos as coleções sobre os elementos naturais com a ‘Água’. Em 2019, continuamos na contraproposta de um calendário repleto de lançamentos e, só em Agosto, lançamos uma pré coleção, marcando um novo momento na DOBE.

A ‘pré coleção 2019’, que já está disponível no site e no corner da multimarcas Q.U.A.D.R.A, reforça a vontade de criar uma moda minimalista com peças de qualidade, que sobrevivem a tendências e estações. Essa premissa segue alinhada com a sustentabilidade, bandeira que já deixou de ser opção, já que é cada vez mais necessário repensar produção e consumo de qualquer tipo de bem.

São camisetas, casacos e bermudas que materializam os valores e as vontades da DOBE enquanto uma marca de moda. O preto, o cinza e o branco aparecem em peças básicas feitas para pessoas reais que gostam de praticidade e de design. É o minimalismo aplicado à roupa, por uma vida mais simples!

Francisco Borsoi (@borsoi) usa pré coleção 2019

To watch: One Strange Rock

A versatilidade de Will Smith é inegável: de espião em MIB – Homens de Preto à gênio da lâmpada na versão live action de Aladdin, já testemunhamos as diversas facetas do ator. Mas, em One Strange Rock, série documental na National Geographic, vemos Will como apresentador e mediador de uma “conversa” com astronautas como Chris Hadfield, Nicole Stott, entre outros, sobre como acontece a vida na Terra e porque o planeta possui características únicas.

Os astronautas são parte essencial na abordagem tema por trazerem embasamento teórico, pesquisas e a experiência de ter visto a Terra de longe, já que eles passaram algum tempo em órbita. As imagens do documentário são tão especiais justamente pela perspectiva dos astronautas.

A série conta com direção de Darren Aronofsky, diretor do filme Mother!, e produção de Jane Root, responsável por trabalhos notáveis na BBC. Renovada para a segunda temporada, a primeira tem um total de 10 episódios e está disponível na Netflix. O primeiro episódio, inclusive, trata do oxigênio e traz uma questão próxima de nós, a Amazônia, explicando o ecossistema e o seu papel na produção de oxigênio que beneficia o mundo inteiro.

Para abrir a cabeça!

To see: Banksy

Simplicidade nos traços e irreverência são algumas das características das obras de Banksy, artista de rua britânico que já é um ícone da vertente. O grafiteiro começou sua trajetória no mundo da arte na sua cidade natal, Bristol, com colaboração de outros artistas e músicos da cena alternativa local.

Banksy busca, através do seu trabalho, contestar padrões e realidades e gerar reflexão. O estêncil é a sua principal técnica para criar as peças que aparecem em ruas, muros e pontes de cidades por todo o mundo. Os conceitos de autoridade e poder são recorrentes em suas obras, sempre cheias de críticas sociais, comportamentais e políticas.

Uma de suas obras mais famosas é ‘Girl with Ballon’, de 2002, onde uma menina aparece perdendo um balão em formato de coração. Ao lado da ilustração, encontra-se a frase “There is always hope” (sempre há esperança), trazendo uma reflexão sobre as perdas da vida e sobre como podemos encará-las. Feito em estêncil, o trabalho já foi replicado algumas vezes e é um dos mais reconhecidos de Banksy.

Girl with ballon | créditos Paris Mania

A DOBE se identifica com a estética minimalista do grafiteiro e com as mensagens que ele passa através de imagens que são simples, mas impactantes. Para entender mais o olhar do artista, recomendamos o documentário ‘Exit Through the Gift Shop’, dirigido pelo próprio Banksy, que também aparece com um personagem central na história. 

Trailer oficial: 

Mais uma edição, mais transformação

O Street Store DF organizou, em maio, o evento que tem como objetivo montar um shopping aberto para que pessoas em vulnerabilidade social escolham o que querem e não paguem por isso. Na décima edição, além da loja, outras duas frentes foram trabalhadas: a assistência social e cultural. As roupas foram dispostas para lembrar um shopping de verdade, divididas nas seções feminina, masculina e infantil, com os voluntários prontos para ajudar.

Graças a parceiros que acreditam no projeto, o evento contou com salão itinerante, shows de artistas de diversos gêneros musicais, recreação infantil e personagens fantasiados de super heróis e princesas. Outro ponto alto foi o estúdio montado pelo fotógrafo Marcelo Veras e voluntários, que tiravam fotos dos participantes com a família e amigos e revelavam na hora.

Também foi montada uma praça de alimentação com foodtrucks que ofereceram massas, hambúrguer, crepe e hotdog. Com uma pegada limpa e consciente, o Copos Eco entrou como parceiro e evitou, apenas neste evento, o desperdício de 2.000 descartáveis.

Os integrantes da banda Scalene são padrinhos do evento; Gustavo e o Tomas Bertoni marcaram presença no evento, assim com a influencer Titi Müller. A décima edição foi um marco do crescimento do projeto, que agora conta com mais voluntários e com uma rede que o possibilita ajudar mais pessoas: a primeira edição teve 300 beneficiados e a décima 1500.

O relacionamento com a DOBE começou na 8ª edição, realizada no Itapoã, e continua forte. O projeto e a marca possuem uma afinidade de propósitos, além de acreditarem na filosofia “menos é mais” de um consumo consciente e uma moda colaborativa. A sinergia de valores e a vontade de gerar impacto social relevante mantém essa parceria. Que venham as próxima edições!

 

Da esquerda para direita – Luara, Ruth e Jamile, voluntárias do Street Store. Foto: Fernanda Coutinho

To watch: Ser Tão Velho Cerrado

Em um momento de crise no Brasil, em que muito tem se falado sobre preservação ambiental e sobre o impacto das indústrias nos nossos biomas, o documentário ‘Ser Tão Velho Cerrado’ vem como um pedido de atenção para o que acontece na região central do país.

Com direção de André D’Elia e participação dos atores Juliano Cazarré e Valéria Pontes, o documentário tem com o objetivo promover a reflexão sobre o desmatamento do cerrado. ‘Ser Tão Velho Cerrado’ discorre sobre as consequências ambientais e sociais dessa exploração, já que afeta também a vida dos moradores da região que vivem de atividades como ecoturismo e venda de alimentos produzidos através da agroecologia.

O documentário conta com depoimentos de moradores, especialistas e também dos “exploradores”, dirigentes das empresas e pessoas que encabeçam o movimento de exploração da terra. É uma ótima pedida para quem quer se educar e entender sobre o agronegócio e suas consequências para o país, para as pessoas e para o meio ambiente.

Trailer oficial: