DOBE + Mattricaria + SUI

Colaboração sempre foi palavra de ordem na DOBE. Em 2018, participamos do projeto WEDO Brazil e lá conhecemos a SUI, iniciativa que tem como objetivo questionar os padrões praticados pela indústria da moda, desafiando o modus operandi e desenvolvendo soluções biofabricadas e inovadoras. A sinergia de propósitos foi instantânea. 

Em seguida, as responsáveis pela SUI nos apresentou a Maibe Maroccolo, idealizadora da Mattricaria, empresa que começou com um projeto de pesquisa de plantas tintoriais. Maibe, formada em moda, passou 6 anos em Londres se especializando em ‘moda e desenvolvimento sustentável’ e voltou para o Brasil com uma vontade latente de pesquisar pigmentos nacionais.

A Mattricaria já desenvolveu produtos com diversas marcas, mas o seu objetivo maior é compartilhar conhecimento. A empresa quer ser fornecedora de pigmentos naturais para diversas indústrias, sempre falando sobre impacto positivo. “Precisamos colocar em prática valores e ideais e ver o que dá certo e o que precisa melhorar. Sustentabilidade é mão na massa. Precisamos de marcas que falem menos e façam mais”, conta Maibe.

Esse encontro de três projetos inquietos, com sede de mudança, resultou em uma coleção de upcycling com técnicas de tingimento natural. A DOBE possuía um estoque de peças de coleções antigas e descartar nunca foi uma opção. Por isso, a SUI e a Mattricaria trouxeram expertise para ressignificar essas peças. Todos os pigmentos usados para tingir as camisetas foram coletados em Brasília. Foram usadas, por exemplo, cascas de cebola com solução ferrosa e folhas de eucalipto.

Carolina e Carolyne, ambas biotecnologistas que encabeçam a SUI, defendem a interseção entre moda e tecnologia e acreditam que “que algumas das respostas para as problemáticas socioambientais da moda estão em retomar o contato com a natureza e com saberes ancestrais, aliados à inovação proporcionada pela biotecnologia. A ciência remete a um conhecimento sistemático, metódico. E é aí que entra a moda: pode ser fluida, expressiva, muito subjetiva, mas também cheia de conhecimentos tradicionais associados. Gostamos de estar na interseção desses dois mundos.”

E mais uma vez, estamos à frente!

Processo de tingimento.
Arara com as peças da coleção na DOBE General Store.

 

Too watch: The School of Life

A The School of Life (em tradução literal, A Escola da Vida) é uma organização global que ajuda as pessoas a viverem vidas mais completas, com significado. Eles acreditam que “a jornada para uma vida com propósito começa com autoconhecimento. É apenas quando temos noção de quem somos que conseguimos tomar boas decisões, em especial no amor e no trabalho.”

Como técnicas de autoconhecimento e autodesenvolvimento não são ensinadas nas escolas, nas universidades e nos trabalhos, a The School of Life criou métodos para que possamos entender nós mesmos, nos conhecer, e melhorar nossos relacionamentos, nossas carreiras e nossas vidas sociais. Eles atuam através de filmes e vídeos, workshops, livros e presentes – além de uma comunidade acolhedora e que busca dar suporte.

Além do site oficial, estão presentes em diversos pontos do mundo como Londres, Paris, Melbourne e São Paulo. Para quem não mora em nenhuma das 11 cidades onde a The School of Life está presente, a DOBE recomenda o canal no Youtube, que é atualizado constantemente com vídeos super interessantes e bem produzidos.  

Algumas sugestões:

 

2019, em construção

O ciclo se fechou: no ano passado, concluímos as coleções sobre os elementos naturais com a ‘Água’. Em 2019, continuamos na contraproposta de um calendário repleto de lançamentos e, só em Agosto, lançamos uma pré coleção, marcando um novo momento na DOBE.

A ‘pré coleção 2019’, que já está disponível no site e no corner da multimarcas Q.U.A.D.R.A, reforça a vontade de criar uma moda minimalista com peças de qualidade, que sobrevivem a tendências e estações. Essa premissa segue alinhada com a sustentabilidade, bandeira que já deixou de ser opção, já que é cada vez mais necessário repensar produção e consumo de qualquer tipo de bem.

São camisetas, casacos e bermudas que materializam os valores e as vontades da DOBE enquanto uma marca de moda. O preto, o cinza e o branco aparecem em peças básicas feitas para pessoas reais que gostam de praticidade e de design. É o minimalismo aplicado à roupa, por uma vida mais simples!

Francisco Borsoi (@borsoi) usa pré coleção 2019

To watch: One Strange Rock

A versatilidade de Will Smith é inegável: de espião em MIB – Homens de Preto à gênio da lâmpada na versão live action de Aladdin, já testemunhamos as diversas facetas do ator. Mas, em One Strange Rock, série documental na National Geographic, vemos Will como apresentador e mediador de uma “conversa” com astronautas como Chris Hadfield, Nicole Stott, entre outros, sobre como acontece a vida na Terra e porque o planeta possui características únicas.

Os astronautas são parte essencial na abordagem tema por trazerem embasamento teórico, pesquisas e a experiência de ter visto a Terra de longe, já que eles passaram algum tempo em órbita. As imagens do documentário são tão especiais justamente pela perspectiva dos astronautas.

A série conta com direção de Darren Aronofsky, diretor do filme Mother!, e produção de Jane Root, responsável por trabalhos notáveis na BBC. Renovada para a segunda temporada, a primeira tem um total de 10 episódios e está disponível na Netflix. O primeiro episódio, inclusive, trata do oxigênio e traz uma questão próxima de nós, a Amazônia, explicando o ecossistema e o seu papel na produção de oxigênio que beneficia o mundo inteiro.

Para abrir a cabeça!

To watch: Ser Tão Velho Cerrado

Em um momento de crise no Brasil, em que muito tem se falado sobre preservação ambiental e sobre o impacto das indústrias nos nossos biomas, o documentário ‘Ser Tão Velho Cerrado’ vem como um pedido de atenção para o que acontece na região central do país.

Com direção de André D’Elia e participação dos atores Juliano Cazarré e Valéria Pontes, o documentário tem com o objetivo promover a reflexão sobre o desmatamento do cerrado. ‘Ser Tão Velho Cerrado’ discorre sobre as consequências ambientais e sociais dessa exploração, já que afeta também a vida dos moradores da região que vivem de atividades como ecoturismo e venda de alimentos produzidos através da agroecologia.

O documentário conta com depoimentos de moradores, especialistas e também dos “exploradores”, dirigentes das empresas e pessoas que encabeçam o movimento de exploração da terra. É uma ótima pedida para quem quer se educar e entender sobre o agronegócio e suas consequências para o país, para as pessoas e para o meio ambiente.

Trailer oficial:

Designing Freedom

Parcerias agregam e foi esse o caso da união entre a DOBE e a WED Brazil: além do evento WEDO, celebrando o Dia do Empreendedorismo Feminino, a parceria rendeu o lançamento de um novo produto DOBE.

A camiseta Designing Freedom é uma colaboração da DOBE com a WED Brazil e carrega significado e propósito. A frase em si já diz muito e mostra a intenção das iniciativas, que é ajudar mulheres a desenhar a própria liberdade.

A cor escolhida para o bordado foi o lilás, quebrando o estereótipo do rosa associado ao feminino e o tecido da camiseta foi desenvolvido a partir de garrafas pet recicladas, na linha sustentável da DOBE.

A camiseta ficará disponível até o dia 8 de março, Dia da Mulher, e toda a renda arrecadada com a venda será revertida para projetos como o ViraVida, que empoderam meninas a alcançar novos feitos e serem as melhores versões de si mesmas. Uma camiseta branca nunca teve tantos significados!

Brasília meets Itália

Minimalismo, arte, design e propósito. Essas são algumas das características que uniram a DOBE, o Gurulino e a Superga. Nasceu assim, de forma natural, parcerias que renderam muitos frutos e que traz agora uma criação a três: um tênis Superga desenvolvido pelo artista plástico Pedro Sangeon, com o seu projeto Gurulino, e pela DOBE.

Disponível nas cores branca e preta, básicos DOBE, o tênis tem a qualidade e durabilidade tradicional da italiana Superga, clássico dos sneakers desde 1911. A gota da DOBE aparece de forma minimal, no DNA da marca.

A palmilha traz alegria ao tênis com desenhos sobre as aventuras do personagem Gurulino. O olho do Guru é uma característica marcante do personagem e quem é fã do trabalho de Pedro Sangeon reconhece facilmente, por isso vem como um detalhe externo do tênis.

Para os adeptos do minimalismo, para os que prezam por qualidade e gostam de apoiar projetos com significado, o tênis Superga & DOBE + Gurulino é um must-have. Garanta já o seu!

 

 

To watch: Minimalism

As plataformas de streaming revolucionaram a forma de se consumir conteúdo e uma nova tendência também pode ser observada: cresce o interesse por abordagens do real, do cotidiano, do não-ficcional, como documentários e podcasts.

Para ficar por dentro dos documentários, a DOBE recomenda ‘Minimalism: A Documentary About The Important Things’. A produção apresenta pessoas que apostaram em um estilo de vida voltado para o mínimo e foca nos criadores do site The Minimalists

Josua Fields Millburn e Ryan Nicodemus, autores e criadores da plataforma, palestram por diversas cidades dos Estados Unidos e o documentário acompanha-os nesta rotina. A dupla discorre sobre a influência da publicidade em nossas vidas e sobre como temos a necessidade constante de adquirir mais bens materiais, que tendem trazer felicidades apenas momentâneas.

Disponível na Netflix e lançado em 2016, Minimalism apresenta uma outra forma de encarar a vida e faz os espectadores refletirem sobre sua relação com o poder de compra e o material, nos convidando para adquirir novos hábitos e privilegiar as experiências e a vida em detrimento do consumo desenfreado.

Ficou interessado? Assista ao trailer oficial.

Agentes da mudança

O ano era 2014, o local a Cidado do Cabo, na África do Sul e o protagonista o projeto Street Store. Com a ideia de criar uma loja a céu aberto para que as pessoas encontrassem roupas e sapatos, o Street Store organizou um evento em que as pessoas em situação de rua escolhessem o que quisessem e não pagassem por isso. Em apenas um dia de evento, 3.500 pessoas foram amparadas.

Vídeo sobre o projeto:

A ação virou movimento e atravessou fronteiras: são mais de 700 lojas pelo mundo. O Distrito Federal é um entre tantos outros que estão fazendo a diferença e lutando por uma sociedade menos desigual. Os números são gigantes: 3.240 pessoas atendidas desde 2015; 13,5 toneladas de doações (entre roupas, sapatos, brinquedos e cobertores); 370 voluntários; 50 parceiros do setor privado apoiando o projeto.

A primeira ação desenvolvida na capital foi em 2015, no Recanto das Emas. Devido ao sucesso, a equipe organizadora decidiu tocar o projeto e atender outras comunidades do DF. Para suprir outras necessidades, o time do Street Store buscou acrescentar uma equipe de assistência e incentivar a educação e cultura. São oferecidos serviços de beleza, alimentação, saúde, pocket shows, mediação de leitura e oficina sustentável, onde são ensinadas as práticas do plantio e da compostagem.

A DOBE se orgulha de poder participar de um projeto tão grande e importante. Acreditamos em todos que procuram olhar além e se dispõem a ser agentes da mudança. Estamos apoiando a 8ª edição do evento, que desta vez beneficiará a comunidade do Itapoã.  Com atividades de assistência, educação e cultura, além da loja solidária, a edição acontecerá no dia 10 de novembro, das 15h às 18h, no CEF Dra. Zilda Arns.

Para mais informação sobre o projeto e suas ações, acesse: o site, a página do facebook, o instagram  ou o twitter

DNA brasiliense

Pedro Sangeon tem, assim como a DOBE, o DNA brasiliense e a vontade de se expressar e de comunicar ideias de uma forma artística, simples, direta e com objetivos mais profundos do que o visual e o tangível – os dois buscam impactar o mundo com novas ideias e perspectivas.

O artista plástico começou a ilustrar e produzir intervenções urbanas ainda na universidade, mas só em 2012 ganhou as ruas com o projeto GURULINO, que aborda temas cotidianos de forma humorada e reflexiva através de desenhos e tirinhas. O encontro com a DOBE foi, portanto, natural e assim nasceu uma collab de camisetas com estampas desenvolvidas por Pedro.

Para o artista, “a DOBE é a parceria ideal dos meus sonhos […] A gente tem uma afinidade nas questões minimalistas, na busca incessante pela essência das coisas, pelo mínimo que contém tudo o que a gente quer comunicar e transmitir, no nível de ideias, conceitos, sensações e experiências positivas.”

Os dois projetos também se assemelham no processo de produção e desenvolvimento. Pedro comentou que, assim com a DOBE, se esforça com cada desenho e texto que faz para atingir o melhor resultado possível, sempre com muita dedicação, carinho e cuidado. “Desde o começo da produção até a entrega do produto final, existe um carinho com o conceito da marca, de manter um nível de qualidade em vários sentidos, especialmente levantando bandeiras importantíssimas para o mundo de hoje a nível de consciência de consumo.”

O artista deu destaque ao casamento das ideias dos projetos, que “são representantes da cidade de Brasília, uma cidade muito jovem, muito moderna, e muito essencial na sua forma de ser, de crescer enquanto identidade de um centro urbano”, alimentando um universo estético próprio da cidade. Que prospere!

DOBE + Gurulino