Coleção Ar

De um lado o desafio de materializar o elemento mais leve, invisível e fluido; de outro, infinitas possibilidades de simbologias e conceitos. Foi essa dualidade que marcou a Coleção Ar, abrindo os ares, no sentido literal, para a expansão e evolução da DOBE.

O terceiro lançamento da série sobre os elementos vitais marcou o momento atual da empresa, e se relacionou diretamente com novas possibilidades e com o futuro. A intenção foi levantar voo, com o timing perfeito para aumentar o mix de produtos e oferecer calças, bermudas e camisas.

O ar é o que mantém os seres humanos vivos e respirando, e a ideia de  ser essencial é um preceito da DOBE, que oferece desde seu lançamento em 2015 peças em preto, branco e cinza, primordiais em todo guarda roupa.

O consumo de básicos também está ligado a outro ideal da empresa: uma moda equilibrada e consciente. Adquirir peças versáteis, que combinam com tudo e entre si, ajudam a diminuir a necessidade de comprar e sempre ter algo novo, melhorando a relação com o planeta e com a produção desenfreada.

O ar também possibilitou gerar novas conexões. Foi com essa coleção que a DOBE ganhou mais dois pontos de venda: a multimarcas brasiliense Q.U.A.D.R.A e a Dona Santa, em Recife. Começou também o trabalho com o projeto Pano Social, que promove a ressocialização de ex-detentos empregando-os em em sua rede de produção.

Acreditamos que a coleção foi fruto de muito trabalho e que podemos, através das nossas peças, transformar a moda em algo conectável e real e apoiar projetos sociais e ecológicos que dialoguem com nossos princípios.

 

Ensaio da coleção Ar

Coleção Astrologia

Signo, ascendente, lua, vênus, marte… A astrologia data mais de 6.000 anos e a DOBE partiu desse rico estudo para desenvolver uma coleção cápsula que ressalta os pontos positivos de cada um de nós. O design das camisetas vem com os signos do zodíaco e suas respectivas constelações.

As camisetas da Astrologia mantém a identidade DOBE e a constelação de cada signo aparece bordada de forma delicada e minimalista. A surpresa está presente na etiqueta interna: há uma breve descrição do signo, com detalhes que podem influenciar na personalidade dos nascidos naquela data.

A Astrologia da DOBE vem com outra novidade: é a primeira linha com impacto 100% social, produzida em parceria com o projeto Pano Social. Cada peça foi confeccionada por um ex-detento, com matéria prima orgânica e livre de agrotóxico, o que também diminui o impacto ambiental da indústria têxtil.

Se fazer o mapa astral, ler o horóscopo e se guiar pelas fases da lua is your thing, vista já a camiseta de seu signo e se orgulhe de todas as características quem vem no pacote do período do seu nascimento!

Camiseta da coleção cápsula Astrologia

A moda em ciclo

A vida útil de um produto se dava de forma linear, do momento em que era produzido, à sua compra e então descarte. O consumo humano, principalmente no que se refere à Moda, seguia esse padrão.

Assim, a quantidade de matérias-prima, energia e recursos necessários para manter esse tipo de cadeia produtiva apenas crescia, junto com o seu desperdício. Um processo de desequilíbrio que destrói os recursos naturais.

A insustentabilidade e os danos desse modelo hoje  estão sendo deixados para trás, graças a iniciativas das chamadas Economia Verde e Economia Circular. Uma dessas práticas que já está sendo utilizada por empresas do ramo da Moda é o upcyclingO termo se refere à transformação de um produto já produzido em algo novo, muitas vezes com novo propósito e valor.

Diferente do processo de reciclagem, o upcycling é realizado sem processos químicos e reduz o consumo de novas matérias-primas, de energia e da poluição da água e do ar. O processo se torna mais sustentável que a própria reciclagem.

A Moda que sempre é ressignificada e caminha por tendências, hoje, mais do que nunca atua como agente transformador frente a essas e outras práticas sustentáveis que podem ser incorporadas na vida cotidiana.

As marcas que incorporam a prática do upcycling dão continuidade ao ciclo de seus produtos e afirmam a sua capacidade de inovação ao aproveitar “antigos” produtos para a criação de novos. Repensar o design, a produção e a forma de consumo não é apenas uma tendência, e sim uma emergência para com o nosso planeta.

Casamento perfeito

“Menos = Mais” é a filosofia da DOBE, minimalista em sua essência. Porém, quando se trata de parcerias que agregam, “mais é mais” e encontramos na Superga um casamento perfeito. A marca italiana, fundada em 1911, cria calçados com design simples que são sinônimos de tradição e, apesar de tantos anos de vida, modernidade.

Além do minimalismo, a qualidade é uma característica comum entre as duas marcas, que prezam por materiais duradouros. As peças são atemporais, confortáveis e coringas que combinam com tudo, essenciais em todo guarda roupa.

Graças a essa união, a DOBE atua como representante de vendas oficial e disponibiliza novos modelos da Superga a cada coleção. Para quem ama design descomplicado, minimalismo, conforto e praticidade, as apostas certas as esperam em um clique.

DOBE + SUPERGA

Coleção Fogo

 

Aquecer. Iluminar. Queimar. O fogo carrega muitos conceitos e possibilidades. A coleção Fogo encadeou duas novidades para a DOBE: lançar uma coleção cápsula focada no autoconhecimento a Astrologia, além de iluminar o caminho da marca para novos públicos.

A DOBE participou do Veste Rio 2017 e proporcionou uma experiência, apresentando mais do que as próprias criações e sim realizando uma imersão no universo da marca para os convidados do evento.

A terra natal, porém, não ficou de fora e os corações dos brasilienses também foram aquecidos: uma pop up foi inaugurada especialmente para o fim de ano no Shopping Iguatemi.

A campanha foi um show a parte. Um grupo de dançarinos profissionais foi convidado para vestir as peças DOBE enquanto encenavam. Os passos foram guiados por um roteiro que buscava exprimir as reações obtidas através do fogo: paixão, queimadura, sofrimento e transformação.

Let it burn.

A que todo mundo veste

A camiseta branca mora em todos os guarda roupas e a maioria das pessoas nem imagina como ela chegou lá. Bom, elas sabem onde compraram a peça, mas não porque o básico dos básicos é vendido em diferentes versões, tamanhos e estilos em praticamente todas as lojas do mundo.

Tudo começou com os macacões que operários das fábricas nova-iorquinas usavam, por baixo da roupa de trabalho, para se aquecer no inverno. No verão, sem tanta utilidade, a peça foi cortada em duas e a parte superior passou a servir como uma “segunda pele”, sendo usada por baixo do uniforme.

Por volta do ano de 1905, a Marinha dos EUA permitiu aos marinheiros  que trabalhavam nas máquinas usar apenas uma peça, a camiseta de baixo, para se sentirem mais confortáveis e trabalhar melhor. Com as guerras, os uniformes dos militares serviram de referência para diversas tendências que são revisitadas até hoje.

Um séculos depois, o conforto continua ditando as escolhas do vestuário e a camiseta branca representa isso perfeitamente: é simples, descomplicada e fácil de combinar. Versatilidade é outra característica da peça, que serve tanto para o ambiente de trabalho quanto para o street wear, basta saber o que combinar. Já escolheu a sua?

White T coleção Terra

Coleção Terra

Felipe Nasr + DOBE

Celebrar o que é vital. Essa foi a proposta da DOBE para uma série de coleções que teriam como tema os quatro elementos considerados básicos e essenciais desde tempos primórdios da vida humana. A estreia aconteceu tendo terra como motto.

A terra, além de ser a base para o fogo, o ar e a água, é o elemento mais sólido e uma característica marcante do cerrado do Distrito Federal, berço da marca. A cor vermelha do solo brasiliense fez bonito como composição para as fotos da campanha.

A coleção é rica em simbologias. O símbolo alquimístico da terra, um triângulo invertido com um traço que o corta, foi estilizado e virou estampa. Os estalactites também foram destaque, já que são formados a partir de gotas de água, significado do nome DOBE, que se acumulam por milhares de anos.

Foram traçadas outras duas relações diretas com a terra natal: uma colaboração com o piloto de corrida Felipe Nasr e outra com a banda Scalene, todos brasilienses, que foram fotografados com as peças da coleção.

Terra como elemento básico, como localidade, como conceito: a DOBE se valeu de todas as vertentes para desenvolver estampas, blusas e camisetas de uma incrível coleção que ainda renderá muitos frutos.

Scalene + DOBE

Gender fluid: o descategorizar

Já te chamou atenção os e-commerces que começaram a tirar a divisão de produtos em masculino e feminino? Ou os que criaram uma terceira divisão que varia entre “agênero”, “sem gênero” ou “gênero fluido”? Isso é resultado da discussão sobre sexualidade e gênero na moda e seu forte impacto.

Por volta de 2014/2015, apareceram looks nas passarelas das semanas de moda internacionais e nacionais que transitavam entre as duas categorias a que sempre fomos acostumados. Começou a tentativa de quebrar a separação das fashion weeks e seus desfiles em feminino e masculino.

O gênero fluido é alguém cuja identidade sexual é variável, podendo passar do masculino ao feminino até o gênero neutro. A moda entendeu a importância de atender essas pessoas, fornecendo roupas que as permitam ser exatamente quem elas são e, principalmente, quem elas querem ser.  

É por isso que a DOBE rompeu com a categorização e passou desenvolver produtos específicos para as novas necessidades. Foram criadas modelagens para se adaptar ao corpo de quem as veste. Afinal, peças genderfluid não são sinônimos de shapes largos e sem muita forma ou estrutura, e sim de versatilidade, fluidez e, acima de tudo, livre de padrões.

O que começou a ganhar atenção a quatro anos atrás já resultou em grandes mudança. Descategorizar is the new black. A DOBE espera que não só a moda, mas o mundo, esteja aberto para discussão, transformação e, o mais importante, aceitação.

Gabi Constantino com look DOBE gender free

Música Minimalista

Música é feita de som e silêncio. Às vezes nem tão notada e valorizada, a ausência de som é o que imprime ritmo e cadência ao que é tocado. Nada mais natural que ela apareça com força na música minimalista.

O minimalismo se traduz como simplicidade, economia e introspecção no que diz respeito à música. Uma nota tocada apenas uma vez ganha muito mais importância. Além disso, a escolha dos – poucos – instrumentos para criar uma textura sempre parece bem pensada e econômica para alcançar o objetivo sonoro, afinal de orquestras o mundo está cheio. Que tal apenas sintetizadores ou só violão?

A sempre competente curadoria do Spotify criou uma playlist de músicas minimalistas para que possamos adentrar nesse mundo: https://open.spotify.com/user/spotify/playlist/37i9dQZF1DX10uaP8FoDNe

Radar: Alex Senna

Grafitti e quadrinhos

// Alex Senna
// Orlândia, São Paulo
// Grafitti e quadrinhos
// @alexsenna
// alexsenna.com.br

“Signos universais extraídos do imaginário infantil – corações, pássaros, notas musicais, balões e suas variações de composição são o que parece dar cor a uma obra 90% marcada pelo uso do preto e branco. Daltônico, Senna desenvolveu traços contínuos de apenas uma cor em seus desenhos e cadernos, até o momento em que transpôs para as paredes da cidade, marcando o cenário urbano com uma visualidade simples e claramente afetiva.”

 

Napoli Napoli

São PauloSão Paulo

Nova YorkNova York

 

“A fragilidade exposta dos momentos inventados por Senna contrastam com a dureza agressiva sugerida pela arte urbana. São Paulo, impregnada por vanguardas culturais, contrasta com a essência bucólica da cidade de origem do artista: a interiorana Orlândia. E tal qual a contraposição entre preto e branco, Alex Senna segue buscando contrastes e opostos de modo a encontrar-se em possível harmonia.”

Amsterdam Amsterdam

São Paulo

Cidade do México Cidade do México